[Resenha] Extraordinário – R. J. Palacio

Hey hunters! A adaptação de Extraordinário chega aos cinemas esse ano, então corri pra ler a história de Auggie!

untitled

Editora Intrínseca

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade – até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente – convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos.

Extraordinário é um livro infanto juvenil, fofo a vida toda, e bem difícil de não amar. Acompanhamos Auggie em uma fase de transição em sua vida: a ida para a escola. Antes ensinado em casa pela sua mãe (o que é possível e comum nos EUA), o menino que já passou por várias cirurgias faciais e que prefere se esconder do mundo precisa se adaptar à realidade escolar, que inclui muita rejeição e bullying.

Sei que não sou um garoto de dez anos comum. Quer dizer, é claro que faço coisas comuns (…). Essas coisas me fazem ser comum. Por dentro. Mas sei que as crianças comuns não fazem outras crianças comuns saírem correndo e gritando do parquinho. Sei que os outros não ficam encarando as crianças comuns aonde quer que elas vão. 

O livro é feito de capítulos pequenos, que, apesar do tamanho, são altamente descritivos e prendem a atenção. É no mesmo estilo de “Para Todos os Garotos Que Já Amei”, de Jenny Han que é lindo maravilhoso, leia se você ainda não conhece e “Tudo e Todas as Coisas”, de Nicola Yoon só livro amorzinho mesmo.

O que eu realmente amei em Extraordinário foi que a autora se preocupou em mostrar os diferentes pontos de vista das pessoas à volta de Auggie. Podemos acompanhar a história na perspectiva dos fatos, e não apenas na visão de um personagem – afinal uma história tem vários lados. Vemos erros e acertos de cada um e lutas diárias pelas quais todos eles passam. Acredito que foi a forma da autora dizer “estou contando a história de um garoto diferente, mas olha como na verdade somos todos iguais”.

Livro super indicado! É uma leitura fofa e rápida, do tipo que diverte e faz refletir ao mesmo tempo. ❤

4

Boa leitura, hunters! 😉

[Resenha] Contos Peculiares – Ransom Riggs

Olá leitores! Hoje tem resenha de mais um livro do monstro criativo Ransom Riggs, autor que já tinha me ganhado com o Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares.

contos-peculiares

Editora Intrínseca

Sinopse: Antes de haver o lar da srta. Peregrine, a história dos peculiares estava escrita nos Contos. O menino que virou gafanhoto e fugiu com os gansos. A princesa com língua de cobra à procura de um príncipe com quem se casar. Canibais ricos que comem braços de peculiares. Essas são apenas algumas histórias reunidas nesta coletânea pelo estudioso Millard Nullings, o menino invisível acolhido no lar da srta. Peregrine. Passados de geração em geração há séculos, os Contos guardam, em suas histórias sombriamente divertidas, informações valiosas sobre o mundo peculiar. Saiba como foi criada a primeira fenda temporal, acompanhe a batalha das pombas de Londres contra os humanos e descubra detalhes inusitados nos surpreendentes comentários e notas de Millard. Um livro fascinante para qualquer leitor e um delicioso presente para os fãs da série. 

Ransom Riggs é mito, pode escrever aí.

Contos Peculiares é como um livro dentro de outro livro. Dentro de uma história, no caso. Para quem já leu ou até viu o filme, que já foi lançado O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares e sua continuação, Cidade dos Etéreos, o personagem Millard não é estranho ok, talvez um pouco estranho. Aqui é ele, um peculiar com a habilidade de ficar invisível, quem nos apresenta alguns dos contos da história dos peculiares. Pessoas como nós, mas um tanto diferentes.
Continuar lendo

[Resenha] Temporada de Acidentes – Moïra Fowley-Doyle

Baixar-Livro-Temporada-de-acidentes-Moïra-Fowley-Doyle-em-PDF-ePub-e-Mobi-ou-ler-online-370x556

Editora Intrínseca

Escondam as facas, protejam as quinas dos móveis, não mexam com fogo. A temporada de acidentes vai começar. Acontece todo ano, na mesma época. Todo mês de outubro, inexplicavelmente, Cara e sua família se tornam vulneráveis a acidentes. Algumas vezes, são apenas cortes e arranhões. Em outras, acontecem coisas horríveis, como quando houve perda na família. A temporada de acidentes é um medo e uma obsessão. Faz parte da vida de Cara desde que ela se entende por gente. E esta promete ser uma das piores. No meio de tudo, ainda há segredos de família e verdades dolorosas, que Cara está prestes a descobrir.

“Minha família tem um monte de segredos. Todos nós temos.”

Com uma narrativa em primeira pessoa somos conduzidos por Cara a uma viagem sem volta a um misto de fantasia, segredos e medos. Logo de início, Cara fica intrigada com uma garota que aparece em todas a suas fotos (Elsie). O interessante é que ela não consegue compreender o fato, e após várias tentativas frustrantes para encontrar Elsie, Cara entende que a garota definitivamente não tem amigos e “evaporou”, sumiu. Sendo assim ela se vê na obrigação de encontrar Elsie e acima de tudo ter que lidar com a temporada de acidentes, no qual já foi avisada que será uma das piores. Será que ela conseguirá chegar até o fim? Onde está Elsie? A temporada de acidentes é uma maldição? O que aconteceu para que todo ano aconteça os acidentes? Continuar lendo

[Resenha] Cidade dos Etéreos – Ransom Riggs

Hunters, vocês lembram da resenha de O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares que saiu semana passada? Já corri pra ler a continuação e aqui está o veredito! 😉

Hollow City - capa e lombada.indd

Editora Intrínseca

Sinopse: A viagem extraordinária continua. Depois de conhecer um fascinante mundo novo na misteriosa ilha em que a srta. Peregrine dirigia um lar para crianças peculiares, Jacob Portman, se vê em fuga com seus novos amigos. Juntos, eles descobrem que só têm um caminho a seguir: ir para Londres, a cidade onde os peculiares se concentram, na esperança de encontrar uma cura para a srta. Peregrine. Nessa cidade devastada pela guerra, surpresas terríveis estão à espreita a cada esquina. Além de levar as outras crianças peculiares a um lugar seguro, Jacob precisa tomar uma decisão importante: permanecer no passado com Emma Bloom, por quem se apaixonou, ou voltar para os pais, nos dias de hoje. Telecinesia e viagens no tempo, ciganos e atrações de circo, malignos seres invisíveis e um desfile de animais inusitados, além de uma inédita coleção de fotografias de época – tudo isso se combina para fazer de Cidade dos Etéreos uma história de fantasia comovente, uma experiência de leitura única e impactante.

Atenção! Esta resenha é de uma continuação e contém spoilers do primeiro livro. Clique  aqui para ler a resenha dele publicada aqui no blog semana passada.

Cidade dos Etéreos começa exatamente onde O Orfanato terminou: Jacob e os peculiares estão escapando da ilha pelo mar, depois do ataque do acólito (de identidade inesperada) e da destruição do lar das crianças e da Srta. Peregrine. A protetora das crianças está ferida e confinada em seu corpo de ave, não conseguindo mais se transformar em humana. Além disso, o tempo voltou a correr na fenda temporal onde eles viviam, o que significa que eles agora estão, depois de décadas presos no mesmo dia, em 4 de setembro de 1940. Continuar lendo

[Resenha] Como Eu Era Antes de Você – JoJo Moyes

Editora Intrínseca

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.  

“Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.”

Lou tem 26 anos, é garçonete, paranoica ao ponto de saber quantos passos são de sua casa até o ponto de ônibus, tem um namorado viciado em esportes, e uma família nada normal. Prestes a perder o emprego, ela se vê obrigada a procurar um novo serviço, e isso faz com que ela pense em sua vida. Continuar lendo